sexta-feira, 4 de março de 1994

Universo desconhecido



O homem com toda a sua capacidade intelectual explorou desde o mais fundo abismo marítimo até os confins da terra realizando inúmeras descobertas fascinantes e criando e modernizando sua tecnologia. Apenas, este ser, permitiu que sua ambição e egoísmo evoluíssem paralelamente à inteligência, causando assim um mero esquecimento de si próprio. E, se há um lugar no mundo onde o homem jamais se encontrará, é o seu próprio "eu", o seu interior.

Ele se interessa tanto pelo mundo exterior que chega a esquecer de se auto-conhecer, ou seja, apenas se preocupa em realizar novas descobertas não dando tempo para adentrar em seu íntimo.

Por outro lado, o medo de um reflexão silenciosa é gerado pelo receio de que sua consciência o condenará friamente. E assim, este ser, talvez ilimitado de inteligência mas incapacitado de conseguir sua própria e íntima paz, vive numa tremenda guerra interior, onde de um lado está o egoísmo e a ambição e do outro a consciência de um ser que luta por um novo mundo.

Por isso, o íntimo de uma pessoa é o único lugar onde, até hoje, somente os "Mestres do Universo" conseguiram adentrar sem se perderem.


Mantido em sua originalidade, datado de 04/03/1994.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email