sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Sobre os dias, sobre o tempo

Sobre os meus dias já idos
Recai sempre o pensamento do que não foi
Por vezes esqueço-me dos passos dados
Das tentativas frustradas, tombos e cicatrizes deixadas
A cobrar-me do que poderia ter sido melhor
Essa viagem entre passado e presente
Equilibra-me o ser na humanês em que fui gerado
E chego à conclusão de que quando não ganhei,
No mínimo, eu aprendi a lição e refiz o caminho
Retornei mais maduro e convicto do destino ora escolhido

Sobre a linha do meu tempo
Esmiuçando as lembranças da memória
Inquieta-me a alma essa dor de saudade
Quando a ausência meu peito invade
E me leva aos bons tempos da história
Me faz assim velejar pelas nuvens do silêncio
Ouvindo ao fundo o ressoar das vozes dos meus mestres
E aos poucos aterrizo-me no presente 
Seguindo meus sonhos, meu legado
E compreendo então que a vida bem vivida já é uma vitória alcançada

Sobre o tempo que escoou
Eterna é a saudade que ficou
Imensa é a vontade de prosseguir
Forte é a necessidade em persistir
E por mais que haja dificuldade no caminhar
Fé e coragem me impulsionam a continuar

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Curso de hipocrisia com Hipócrita-Liciano



Tem rodado nas redes sociais um vídeo de autoria do Deputado-Pastor Marco Feliciano[1] falando especificamente sobre o enredo da novela global "A força do querer". Como se fosse o maior gestor da moralidade humana e de uma conduta literalmente ilibada, o pastor inicia o seu merchan , sempre de maneira irônica, afirmando uma parceria entre a emissora e o tráfico. O vídeo todo é carregado de ironia. Não precisa ser gênio para entender que o foco não é apenas pagar de "bom moço que preza pela família tradicional brasileira e pelos bons costumes e bla-bla-bla"; é óbvio que o objetivo é a autopromoção de sua imagem política-religiosa.

Esse pastor é aquele mesmo que usou a Bíblia para dizer que o povo da África é um povo amaldiçoado[2], o mesmo também que estava diretamente envolvido num episódio (de tentativa) de estupro com uma jornalista e que seus comparsas de partido fizeram de tudo para abafar o caso e ainda lançaram na mídia que a vítima sofria de perturbações (Google: "pesquisar sobre").

O senhor hipocrisia também comenta que a novela ensina sobre "gerenciamento de bocas de fumo, traficantes, golpes em geral"... É pra rir ou pra rezar? Meu caro, golpes em geral o senhor já aplica desde que virou pastor e se tornou expert quando entrou na política!

Não estou em defesa da Globo, até porque ela não precisa, nem tampouco defendo o enredo da novela, mas o que se entende, o que se vê é que a novela retrata o que já acontece no cenário real. A obra televisiva não traz nenhuma novidade além do que de fato se vive além das telas. Se a estranheza de alguns hipócritas políticos e religiosos se dá por conta da realidade que se mostra na TV, então os senhores e senhoras precisam se informar melhor.

Por outro lado, se o ator, no papel de vilão, consegue fazer com que sua personagem seja tão carismática a ponto de atrair fãs e seguidores, a arte atingiu seu objetivo. Quem assistiu a série Narcos, em que o ator Wagner Moura atua como Pablo Escobar entende o que eu digo. O narcotraficante da série se tornou uma persona querida pelo seu carisma por mais que suas ações, na maioria das vezes, atentavam contra a vida humana. Na vida real, foi amado e odiado. Até hoje existem pessoas que o cultuam como um "herói" e um "santo", apesar do legado de morte que ele deixou na história. Matérias, livros, depoimentos e diversas obras mostram sobre esse bandido-herói, ou como ele mesmo se declarava: "Yo soy un bandido!"

Do mais não é nenhuma novela que vai influenciar a tendência das pessoas. Há quem nasça na favela, de frente pra boca de fumo e consiga viver a vida sem nunca experimentar droga. Existem também pessoas de classe média alta que nascem num verdadeiro berço esplêndido mas buscam uma vida de poder e glamour no crime, como o filho da desembargadora que traficava 130 kg de maconha e ainda assim sua mãe conseguiu um jeitinho de tirá-lo da prisão para um suposto tratamento, pois o bebê sofria de transtornos[3]. Para o senhor deputado que está a serviço da moral de nosso país, tome frente junto a esta situação e exija a justiça da Justiça!

Em se tratando de obras, as lutas, as guerras, os tiroteios acontecem desde os tempos dos filmes de bang-bang e faroeste quando os índios eram sempre tidos como inimigos e maus, ficando o papel de bons mocinhos para os soldados que defendiam o "forte". Ainda hoje assistimos no Brasil, já na realidade, os índios de nosso país sendo banidos de suas terras; os que resistem, morrem. Eis aí mais uma boa causa para o senhor se preocupar, caro deputado!

"Traições, jogos clandestinos, patrão do tráfico ou gerente, mulher de bandido, gay ou lésbica, golpe da barriga, mudança de sexo", isso já acontece, mano!!! Não que seja normal mas sempre aconteceu!!! Creio que na bíblia a gente também encontra traições, brigas por poder, homossexualismo, o próprio Cristo foi vítima de uma conspiração político religiosa. Hipocrisia demais! 

Já visitou alguma favela??? Já morou numa??? A questão é que certos caminhos são escolhas e outros não! Algumas coisas na vida são opções e outras são a falta de uma. Em muitos lugares que a política e a justiça não fazem o seu papel, é o crime que cuida da comunidade. Eis uma boa causa para o senhor pastor se preocupar: Vá defender os índios do nosso país e a Amazônia que o Temer está dando aos gringos. O senhor tem culpa nisso, afinal apoiou o golpe!

Linda frase do Cazuza que o pastor usa em seu vídeo: "Transformam o país inteiro num puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro". Creio que essa seja a única frase útil no seu vídeo. Esse "puteiro" existe há mais de 500 anos, e digamos, de puteiro o senhor entende bem. Seria esse "puteiro" uma outra maldição bíblica? Diga-nos, ó venerável deputado! Outra hipocrisia deslavada é o senhor, homofóbico assumido, usar a frase de um artista homossexual para justificar suas sandices. Incoerências de um falacioso. Caro pastor, Cazuza também escreveu "A burguesia fede" e, sendo assim nobre de-puta-do, as suas palavras fedem a enxofre!!!

Assistir a este vídeo é o mesmo que assistir a uma pregação de Judas Iscariotes falando sobre lealdade, Suzane Richthofen fazendo seminário sobre amor aos pais, o “maníaco do parque” dissertando sobre a valorização da mulher, ou ainda, o mais recente caso do “tarado do busão” que ejacula na mulherada palestrando sobre bons modos e costumes em transporte público.

Se você gostou, bem, se não, foda-se junto com o pseudo pastor! 
Tchau-brigado!





[1] https://www.youtube.com/watch?v=TjvMrI-FbQs
[2] https://www.youtube.com/watch?v=w5XqfADjzzI
[3] https://www.youtube.com/watch?v=lyi6U2331Po

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Pode ser IV - "Sempre poderá ser"

Pode ser...
Sempre poderá ser!
Desde que faça suas escolhas
Diante da certeza que tu tens

Intensifique o amor
Exale gratidão à vida
Corra, nade, voe, viaje, pare...
Você, e somente você,
Saberá o momento certo para cada passo

Namore, ame, chore,
Alegre-se com as coisas bobas
Sorria para a vida
Ria de si mesmo
Encare as boas loucuras

Não se envergonhe se cair
Tenha coragem e fé
Levante, tente novamente,
Vergonha é só pra quem desiste
Resista e volte mais forte, melhor

Lute, encontre o caminho,
Reúna suas forças
Não deixe que impeçam seus sonhos
Rompa quando houver necessidade
E reative os laços quando sentir saudade

Seja sempre você
Verdadeiro consigo mesmo
Para então o ser com os outros
Assuma seus erros
Desculpe-se
Aprenda
Vá atrás

Ao mesmo tempo, não se deixe enganar
Atente-se para quem é verdadeiro contigo
E quem só o procura por interesses

Antes de fazer aos outros felizes
Esteja e seja feliz

Filho,
Seja o que você quiser
Desde que seja você mesmo!


Anuário 2017/18 e Catálogo das Igrejas - Diocese de Uberlândia



Já está disponível o novo Catálogo de Igrejas da Diocese de Uberlândia, resultado de minuciosa pesquisa desenvolvida ao longo de dois anos. O catálogo tem 204 páginas e apresenta informações de todas as igrejas da Diocese de Uberlândia. Nele, estão reunidas fotos da matriz e comunidades de cada paróquia, endereço, telefone, e-mail, horários de atendimento e de missas.

Outro produto, também de interesse institucional, é o Anuário da Diocese de Uberlândia 2017/2018. Ele reúne dados úteis para o dia a dia das paróquias e também para lideranças envolvidas nas diversas ações de evangelização. São informações atualizadas sobre a administração diocesana, clero, igrejas, organismos, pastorais, movimentos, congregações e institutos seculares.

Tanto o Catálogo de Igrejas quanto o Anuário da Diocese de Uberlândia podem ser adquiridos através do site www.midiacatolica.com.br. Pedidos realizados até o dia 12 de agosto de 2017 serão entregues a partir do dia 20.

Valores disponibilizados:
- Anuário 2017/18: R$ 25,00
- Catálogo de Igrejas: R$ 50,00

Para mais informações, use o WhatsApp 34 99145-4490.









segunda-feira, 17 de julho de 2017

Escreveres


Quando as palavras se aquietam na garganta
E o grito é abafado pelo silêncio
Quando o pensamento desconserta-se na ousadia
E o sonho só se refaz nas esquinas de cada tempo
O melhor que há é escrever...

Quando transpor as regras é a necessidade
E as melhores pinturas da vida estão na casualidade
Quando a melancolia se tornou imperativa
E a alegria virou mera alternativa
O melhor que há é escrever...

Quando a substância foi encontrada na pequenez
E nos sonhos calados as menores imensidões
Quando a fé se agigantou contra a estupidez
E na luta do rio as melhores composições
O melhor que há é escrever...

Escrever é entronizar-se em seu mundo
E dialogar com todas as metades do seu eu
Seja ele pequeno, gelado e medíocre
Mas certo de que o agora pode ser adeus
Escrever é dizer nas entrelinhas do universo
O que não ressoou pela voz
É pintar as letras de cada verso
Vivendo a vida e desatando noz

Escrever é agradecer 
Escrever é agraciar
Escrever é contraposto
Escrever é paralelo
Escrever é enveredar-se
Escrever é libertar-se
Escrever é escrever-se...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email