terça-feira, 19 de novembro de 2013

Que saudade desse abraço!



Tá aí uma foto que marcou meu dia de ontem!!! nossa Que saudade dessa pessoa!!! uma tia, amiga, sempre aconselhando e cuidando de mim com muito carinho!! Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos... 

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre... 

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados... 

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo... 

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida! 

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos... 

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo... como sinto sua falta tia!!Emocionada!!! Que saudade desse abraço!!!

Por: Richeli Svencickos Rueda
https://www.facebook.com/richeli.svencickosrueda

"Obrigado prima, por tão belas palavras de carinho e puro sentimento. Não importa o quanto o tempo ou a distância ou quem sabe os fatos e caminhos da vida nos tenha separado, pois quando vemos fotos como essa, de uma certa forma trazemos para perto todos aqueles que amamos incondicionalmente. Lembramos dos amigos, os ex-amigos, os parentes de perto e de longe, os presentes e os ausentes, e principalmente aqueles que já se foram mas que deixaram em nós uma semente de vida, de alegria e de fé que nos norteia em nossa eterna travessia." Ailton Domingues de Oliveira

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Paga de santidade mas


E não é que as pessoas se incomodam quando percebem que foram desnudadas de suas máscaras? Tratam logo de sacudir o traje, recompor-se em fantasias ornamentais e re-maquiar suas máscaras enrijecidas de falsidade e hipocrisia. Sempre encerram um discurso com uma frase pronta, isso quando a frase pronta é seu único discurso. Vejam alguns exemplos: "Minha consciência está tranquila."; "Deus está comigo.", "Sou ungido do Senhor.", "Estou iluminado e amparado pelo Espírito Santo!"; "Deus é mais, é 10 e eu sou escolhido Dele!". Nunca vi Deus apoiar a falsidade! Se fosse assim, Judas não teria se arrependido e não teria se enforcado, após sua traição. Frases assim, em situações grotescas, são usadas como defesa em causa hipocritamente própria para justificar o que não tem explicação. Por vezes também encontramos os que postam salmos, copiados e colados sem um mínimo de entendimento, com a intenção de afastar os holofotes de sua máscara congelada pelo orgulho e inveja. Pior é que há quem compre essa ideia de "ungido", de "sou quase santo", "vivo para o Senhor", etc. As pessoas tem que assumir-se como homens ou mulheres, ter um mínimo de ombridade, dignidade, retidão, justiça e parar de esconder sua sujeira por sob os tapetes dos belos discursinhos, fajutos por sinal. Eu, particularmente, atento-me para os que ousam filosofar a vida quando se deparam com tanto besteirol numa só persona: "de gente boa e com consciência limpa o inferno está cheio!" Chupa essa manga!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

O poder do Amor e o amor ao Poder



Quantas moedas valem uma palavra? Qual o seu preço? Com certeza a reposta deveria ser uníssona: "nenhuma, palavra não tem preço!" Não é bem assim que a coisa funciona. A palavra vale enquanto for conveniente. Amizade e lealdade são empecilhos no caminho de quem segue atropelando rumo ao sucesso.

Como já disse em outro artigo no período eleitoral de 2012, "palavra já fora no fio do bigode". Não é mais assim. O ser humano enlata seus princípios, se é que um dia houve algum, para ascender-se na trajetória materialista de poder. 

Uma jogatina de palavras e temos dois sentidos completamente diferentes. O poder do Amor, ao qual adjetivamos como paciente, compassivo, sem rancor, dom total e o amor ao Poder que simplesmente o identificamos em pessoas descomprometidas com o bem comum. Na verdade tais pessoas estão mais que comprometidas com sua causa própria. Não importa quantas é preciso tirar do caminho. Não importa às custas de quem chegar-se-á no objetivo final. Nada importa. Importante mesmo é chegar lá e revestir-se da armadura do status, do poder e regaliar-se dos adjetivos da conquista. Se dará conta do recado ou não... isso de nada importa!

A linha não é tênue. Pelo contrário, é facilmente identificada e os lados bem distinguidos. O interessante de se avaliar é que quem carrega um grande amor ao Poder tem sempre um discurso politiqueiro, uma cartinha de bom samaritano, um sorriso de amigo de todos e todas, e uma esbanjadora fantasia de hipocrisia que tomaria conta de uma avenida famosa durante o carnaval. 

O ponto extremo de todo o enredo é quando se houve a santa hipocrisia ostentar seu nobre título de cristão. Haja paciência e estômago. Ou estamos no barco errado ou tá tudo prostituído! Melhor buscar forças e acreditar que o ser humano, em sua maioria, não se vendeu, não se corrompeu, não amou mais o poder que a seu próximo... Mesmo que essa utópica maioria não faça parte de nosso ciclo de vida, ainda assim, há motivos para acreditar em nós mesmos e que de alguma forma seremos o diferencial nesse mundo desigual. 

Que a fé em Deus não nos seja abalada quando a esperança no homem tornar-se apenas uma mera lembrança em preto e branco. 


"Quando o poder do amor se sobrepor ao amor ao poder, o mundo conhecerá a paz." (Jimi Hendrix)

Busca interminável


O prazer que consiste no caminhar, 
na busca como um fim interminável 
e não no objetivo cumprido como tal...
Quando alcança-se o objetivo 
o ânimo do viver torna-se pacato. 
Controverso. 
O que se descobriu nesses anos 
é que existe uma necessidade 
ou razão maior: 
viver o sonho ou em busca dele (?).
Essa busca, 
essas dificuldades que assolam no caminho 
fazem parte do platônico,
talvez do irreal, 
talvez do impossível...
talvez, seja mero sonho,
esperança e motivação 
no ciclo da caminhada...


sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Vila Cantizani - Gerações

O que eu vejo e sinto é que a Comunidade de Vila Cantizani foi um marco referencial na vida de quem por ali passou. São tantas pessoas, tantas histórias que se cruzaram... Amizades verdadeiras, amizades que criaram enlaces e frutificaram... Momentos de crescimento, uma verdadeira base na caminhada e mesmo que essa caminhada tenha se dado fora dos arredores da cidade, não há quem diga que não valeu a pena.

Catequese, grupos de adolescentes, grupos de jovens, a começar do JAC, creio eu tenha sida o primogênito da Cantizani. ASA (Zezinho e Elza Maria Leite), ABC (Paulo Donizetti Sara e Maria Lucia Almeida Sara), novamente outro ABC (Ailton e Érika) e depois o ÁGUIA.

Quando essas fotos ressurgem aqui com certeza nos faz sentir vivos, repletos de uma linda história de crescimento, de fé, de sonhos aos quais, com certeza, muitos deles já os realizamos, e de muita luta...

Saudade não resumiria a sensação. Alegria, poder olhar para trás e ver que há tijolos na base de nossa eterna construção com o nome "CANTIZANI" e ao mesmo tempo há também o nosso nome esculpido nos arredores da IGREJA DE NOSSA SENHORA APARECIDA, e que Ela continue a Rogar por Nós!!!

Paz e Bem!
















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email