quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Trilogia picante: Chico, Sarah e Jarbas

24/09/15 - Papa nos E.U.A.: "Se eu sou socialista, Jesus também era."
Eitaaa! Vai ter fundamentalista se revirando no túmulo!
"Herege! Comunista! Marxista! Socialista!" gritavam aqueles que queriam vê-lo condenado... Que em seu papado, Francisco não se esmoreça diante das barreiras impostas pelo poder! É nóis Chico!(Fonte: http://portalmetropole.com/2015/09/papa-nos-estados-unidos-se-eu-sou-socialista-jesus-tambem-era.html)


11/03/15 - A partir da leitura do pronunciamento de um Cardeal: Sarah...
A igreja não faz política? Jesus não fez política? Depende da óptica de quem vê e de onde se está sentado. A igreja foi construída sob pilares políticos. Fato histórico! Jesus foi um grande contraventor sócio-político. Fato bíblico! O Papa Chico está fazendo o quê neste exato momento? Cuba que o diga! Engraçado como algumas estruturas hierárquicas da instituição, ainda em mentalidade medieval, dificultam e dilapidam as tentativas da "igreja" em se tornar realmente acolhedora. Tudo em função de razões humanas, regras dos homens, hierarquia, fundamentalismo...
(Fonte: http://fratresinunum.com/2015/03/11/cardeal-sarah-faco-parte-daqueles-e-somos-muitos-que-nao-permitirao-que-a-pastoral-substitua-a-doutrina/)



23/09/15 - "Eli, Eli, Lamá Sabactâni!"
1º) André Valadão?! Pop-star gospel?! Não curto!
2º) "A minha igreja?!" Ele construiu um templo para si? O Templo do Valadão?! Como o de Salomão, do Edir Macedo?! No momento, não me interessa.
3º) Tabernáculo?! Davi?! Trombeta?! - *@#$% ?! "Jarbas?! Meu pai?! Cê é loko cachoera?" 
(Youtube: "Jarbas, meu pai?" e "Cê é louco Cachoera?"

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Dorme com Deus, anjo...

Imagem: Márcio Sotelo Felipe
"Nana  nenê 
que a cuca vem pegá
Papai foi na roça
Mamãe no cafezá..."


Ouço essa cantiga popular desde que me conheço por gente. Meus pais, meus avós principalmente, fizeram-na conhecida. Cantei para o meu filho e hoje ainda canto para minhas sobrinhas. Funciona como uma espécie de mantra. Tem a magia de sintonizar a criança para a leveza do sono.

A imagem acima trouxe-me de imediato a lembrança de infância. A primeira impressão é de que a criança está dormindo, exausta, após um dia de muitas brincadeiras. Alguém a tomou nos braços e entoou a canção em seus ouvidos. O cansaço fora tanto que não deu tempo de tirar seus sapatinhos. 

Mero e triste engano! 
O pequeno não está dormindo 
Não foi um dia de longas brincadeiras 
Não está em seu quarto
Não é sobre sua cama que repousa
Não repousa 
Sequer respira!
Sequer acordará entre os seus...
Estirado nas areias de uma praia
Seu corpo foi trazido pelas ondas
A vítima mais pura deste mundo
Inocência maltratada
Tardiamente tornara símbolo 
Das insanas e necessárias migrações
Das fugas das mazelas rumo a um futuro incerto
Que no sonho, pelo menos, hão de serem livres
No final, se nada der certo
Pelo menos não deixaram de arriscar
Essa tentativa, porém, custou caro
Não só o sonho, mas o sonhador em si
Não só a esperança, mas a única flor do jardim
Dorme com Deus, anjo...






Fotos: Reuters

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email