terça-feira, 21 de junho de 2011

Frases & Pensamentos V



08/07/11- "Não vejo seus olhos
Nem tua face, 
Mas sinto meu coração
Bater descompassadamente
Cada vez que leio
Suas mais belas expressões...
Não sei de tuas lutas, 
Conquistas ou tropeços,
Mas sei que em cada ser
Habita um guerreiro/a
Às vezes ferido, 
Mas jamais derrotado ou esquecido
E aqui, neste cantinho
Encontro inspiração e força
Em seus sentimentos
Em forma de pensamento..."

08/07/11 - "Amigos pela poesia: 
Eternamente poesia, sinceramente amigos...
Laços em prosa e versos
Que o tempo não apaga...
Ocultos, incultos, sem cultos...
Amigos do bem..."

21/06/11 - "Na escalada da montanha, nossa meta se resume apenas em atingir o topo. Esquecemos de apreciar, contemplar, vivenciar a riqueza dos detalhes que existe nas trilhas desta subida. Nem tudo são flores, nem tudo são amores... O cansaço, os espinhos e as dores fazem parte dessa experiência única de aprendizado e crescimento, de garra e determinação."

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Aos Professores: meus Mestres e Doutores.

            “Acredito, se perguntarmos a cada professor, da época do nosso antigo primário, sobre sua recordação, sua memória a respeito de cada aluno que por ele passou, com certeza se lembrará de algo, mesmo que sejam ‘flashs’ ou pelo menos a fisionomia.
            Bem, isso não importa muito pois, para mim, de maneira particular e especial, não estou buscando ser lembrado por cada professor que passou pela minha vida, ao contrário, quero recorda-los, admira-los e agradece-los por todos os que foram meus educadores, meus mestres, meus doutores: meus PROFESSORES!
            Antes, quero aproveitar e agradecer à minha primeira educadora, minha mãe, por seu jeito perfeccionista e exigente de querer o resultado das coisas. Com essa lição aprendi a me empenhar ao máximo na realização das tarefas. Isso me vale até os dias de hoje.
            Estendo os agradecimentos àquelas que deram continuidade à minha educação: minhas avós Iolanda e Aparecida. Diante de sua humildade e simplicidade me ensinaram a fazer as coisas com amor. Pronto. Estes foram os meus maiores ingredientes para o quesito educação.
            É tão bom olhar para trás e lembrar com admiração de cada professor que um dia tive o privilégio de ser aluno!
            Comecei minha fixação pela escrita ainda na 'Escola Moreira Porto' mas foi no antigo colegial, 'Nhonhô Braga', com a professora Ana Cristina, que realmente me apaixonei pela arte da escrita. Tenho muito que agradece-la, pelas maravilhosas aulas de Português e Literatura. Sua maneira de explicar, melhor dizendo, de falar, narrar, contar era apaixonante. Suas aulas sempre me motivaram muito.
            Acredito, e por tal só tenho a agradecer que tudo o que sou, no quesito educação-cultura-aprendizado, aos eternos mestres que cruzaram minha história. Cada um assentou e solidificou uma certa quantia de tijolos e ingredientes básicos no meu alicerce.
            Sou o que sou, graças a estes doutores, tutores, diretores, administradores, artistas, consagrados como PROFESSORES. E, como já citei no começo, devo muito também à minha família e principalmente a DEUS.
            É isso, obrigado a todos os Professores e Funcionários das escolas 'Moreira Porto', 'Nhonhô Braga' e Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO), principalmente aos de minha época. De maneira geral que esta classe seja honrosamente exaltada e respeitada.
            A todos os que desempenham esta 'arte de ensinar' com amor e dedicação, independente do valor e reconhecimento que vos é dado e independente do salário vergonhoso que recebem, se os 'estudantes' são o futuro da nação, vocês são a porta e o trampolim para este futuro.
            Simplesmente, obrigado!"

Aos mestres da minha vida:
- “Moreira Porto”:
Pré – Márcia Leão
1ª série – Leni
2ª série – Arlete
3ª série – Íris e Orezina
4ª série – Neide
5ª à 8ª série – Dini; Cristiane; Renne; Nanci; Mª Helena D’Ávila; Kôgo; Marli; Marlene Catalá; Agostinho; Bernadete; Fred.

- “Nhonhô Braga”
Colegial – Não me recordo o nome de todos mas, citarei duas pessoas e através delas estendo meu respeito: Ana Cristina e Regina Stela Subirá.

- “Faculdade Integradas de Ourinhos”
Da mesma forma, obrigado a todo o corpo docente da época.

Fã incondicional da educação e seus respeitosos e talentosos formadores de pessoas e cidadãos.

Frases & Pensamentos III



20/06/11 - "Pensamento do dia ou dia de Pensamento? Bem, o mundo está carente de cabeças pensantes... Aliás, anda carente de cabeças pensantes... Melhor, continua faltando cabeças pensantes... Ah, pára tudo! 'Eles' não querem que pensemos. Quem pensa existe, e se existe dá trabalho. Querem nos manter presos nas celas especiais de nosso ser, na ignorância do saber."

24/06/11 – “Qual é o saber que mais nos identifica: o saber de tudo um pouquinho ou o saber tudo de um pouquinho?”

28/06/11 – "...Tiraram a autonomia da família, da escola, dos educadores, em corrigir e educar suas, então, crianças... E assim, elas foram crescendo na atualização do mundo, sem limites, sem regras. A pedagogia que deveria ser durante e na arte da educação - no tempo oportuno - em vários cantos sobrou para a polícia enfrentar, corrigir e resolver... Adolescentes e jovens às margens de um sistema excludente são aniquilados pela força bruta do mesmo sistema. Ambos os lados, num cabo de guerra assistidos pelo que se chama de 'poder'... Essa foi a evolução que obtvemos? Estas foram as conquistas que alcançamos? Uma pedagogia cercada de regras que a impedem de expandir... De mãos atadas, muitas famílias assistem seus filhos na linha de frente do crime... A pedagogia do mundo é uma cachoeira avassaladora e na contra-corrente as doses homeopáticas em gotículas do que sobrou de uma boa educação... Saudade dos gritos dos bravos guerreiros da educação... Salve os educadores, salve os professores !!! Salvem a educação, salvem as crianças!!!"

domingo, 12 de junho de 2011

Saudade proibida!


Que saudade daquele olhar
Doce, meigo, bem mal intencionado
Prestes a me devorar
Com suavidade e amor
suor e calor
De nossas peles a se entrelaçar

Que saudade daquele olhar
Naquele tempo que éramos um
Um pelo outro, um amor louco
Sem medo, sem pedras
Sem lenço, sem quimeras
Doce beijo atrevido
Abraço apertado e bandido

Selvagem menina,
Encanto de olhar
Doce felina
Magia no ar
Calor do meu céu
Do jardim minha flor
Me arrebata em brisa sem véu
Desejo, paixão e amor

Santo pecado
Amor conquistado
Não fora roubado
Já estava marcado
Assim era pra ser
Paixão de arder
Delírio a doer
Amor pra vencer
ou morrer pra viver...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email