sexta-feira, 30 de abril de 1993

Anjinhos do terror



1993; século XX.
Gerações avançadíssimas
surgem a cada ano
a era da computação e modernidade
tomam conta de qualquer cidade.
Em uma escola estadual
os alunos do 3º ano, 2º grau
deixam certos professores em total
decadência nervosa
A bagunça é legal
e bem mal organizada,
as vezes até os professores
participam com gargalhadas.
Na semana de 19 a 23 de abril
toda a turma escapuliu
pelo portão lateral
sem ninguém furar o esquema
pois ninguém causou problema
Não teve quem não riu
dos professores ficarem na mão
Mas o processo se reverteu
E a pena foi de cinquentão
Como diz um ditado popular:
-"quem ri por último ri melhor"
Fizeram, riram e tiveram que pagar
e no fim,
foram eles que ficaram na pior
Mas, coitadinhos
eles têm coração de criança
e uma cara de diabinhos
todos cheios de esperança
à passar de ano
estudando ou colando!

Mantido em sua originalidade, datado de 30/04/1993.

Momento com Deus



“Neste momento Senhor
Te entrego a minha dor
Tu sabes bem o que é melhor para mim
E o motivo de estar triste assim...

Ó meu Senhor dai-me forças
Para enfrentar os desafios
E poder testemunhar
O seu jeito doce de amar...”


“Década de 90. Adolescência. Descobertas, dificuldades, romances... Música feita em tom de oração e conversa com Deus.”

quinta-feira, 29 de abril de 1993

Estrela adorada



Recebi do coração de minha amada 
um presente...
Um presente que ninguém
nunca me ousou dar
Esse presente se esconde
em todas as manhãs
de ventos fortes ou suaves brisas,
ao nascer o sol
Aparece após e entardecer de um dia,
o pôr-do-sol,
a chegada da noite
Ela brilha muito forte,
mais que as outras
aliás, ela se diferencia das outras
talvez por ser minha
Ela é a primeira
a apontar no céu
É o maior presente que já recebi
pois, de todo o coração
É a minha estrela adorada
Que quando a observo
Vejo os olhos de minha amada!

Poema postado em sua originalidade, datado de 29/04/1993.

quarta-feira, 28 de abril de 1993

Natureza... Alerta!!!


É lindo olhar o céu pela manhã

apreciar os pássaros planando no ar
as borboletas dando o seu balet
E o sol com ardido brilho
clareando ao mundo inteiro...

É lindo ver os animais
em repleta harmonia, cada um
seguindo seu ciclo de vida no dia a dia
Ora nos auxiliando, ora alimentando...

É lindo ver as flores enfeitando
os lares, bosques, florestas...
aromatizando as suaves brisas
que chegam até os olfatos nossos.

É lindo ver os mares, rios...
as cachoeiras com seus estrondos,
os peixes com sua dança aquática
fazendo criar vida onde a água corre.

É lindo olhar para o céu a noite
ver a lua dando seu belo destaque
escolher sua estrela preferida
e presentear à pessoa amada!...


É lindo... saber que tudo isso
foi e é feito para nós

usufruirmos da melhor maneira possível
Mas é triste saber que o homem
considerado um ser racional
que impera sobre qualquer animal
com toda sua inteligência
destrói a natureza em busca de riqueza
E por fim os animais
considerados irracionais
podemos chamá-los de inteligentes
pois sabem preservar mais

o que é pra toda gente.

Poema mantido em sua originalidade, datado de 28/04/1993.

terça-feira, 27 de abril de 1993

Por que? Porque...



Por que o mal existe
sendo causa de apenas nos deixar tristes?
Por que há pessoas ricas e pobres?
sendo que ambas serão devoradas
pela mesma terra quando morrem!

Por que travar guerras por riquezas mundanas
sendo que ao morrer não servira em nada
um caminhão de ouro e diamantes
abaixo do preço de bananas?

Por que há pessoas vivendo em palácios,
outras tendo como abrigo
uma caixa de papelão...
e um dia... poderão habitar juntas,
o mesmo lugar em outra dimensão?

Por que há pessoas alimentando com carne
seus animais de estimação...
existindo tantas morrendo de fome na rua
por não ter nem um pedaço de pão?
Os pássaros não plantam nem olhem
no entanto não passam fome!

As respostas estão perdidas
em nosso interior
só que nunca pensamos nesta questão
pois quase todo homem é corrupto e egoísta
visando somente o erro do seu irmão!

No dia em que o homem deixar de ser egoísta
e... começar a praticar a verdadeira justiça
nunca mais existirá ódio e rancor
pois em todo canto do mundo reinará o amor!


Poema mantido em sua originalidade, datado de 27/07/1993.

sexta-feira, 2 de abril de 1993

Sonho de paz



“1) Quando o homem se arrepender do que tem feito
Parar de roubar, matar sem ter direito
E você poder passear pela sua cidade
Feliz, despreocupado com muita liberdade!

Neste dia Ele virá
E um novo mundo surgirá
A discórdia e o rancor
Serão transformados pelo amor...

2) Quando as guerras não mais existirem
E então todas crianças sorrirem
Sem ter que fugir da crueldade
E o sonho de paz ser uma realidade!

3) Tudo isso é possível meu irmão
É só você acreditar de todo o coração
Se unir e lutar em nome do Cristo Jesus
Que quer ver o mundo em paz e você uma luz!”

“Música criada logo após ter participado de um Encontro de Jovens Católicos – 02/04/93. Uma inspiração imediata em letra, melodia e ritmo. Com ela, nós do Grupo de Canto da Vila Cantizani, como éramos conhecidos, ganhamos em primeiro lugar no ‘1° Festival de Músicas Inéditas organizado pela Pastoral da Juventude de Piraju-SP’, em meados de 1995. Não só foi  uma vitória inesperada mas  também um grande marco para nossas vidas. Concorremos com alguns grupos que na época já eram profissionais. O ritmo entusiástico em tom marcante levantou a plateia, arrancou aplausos do começo ao fim e os jurados não hesitaram. O grande fato desse momento foi que o nosso grupo, repleto de crianças e adolescentes passava por uma crise de amizade, própria da época. A vitória uniu o grupo e fortaleceu os laços. GCICI – Grupo de Canto Irmãs Cristiane e Iolanda, coordenado pela Ivone.”

Exaltação à natureza



Os rios, riachos, mares... quando transbordam
são as lágrimas da mãe-natureza
Que está muito entristecida
Pelos atos de corrupção que o homem a faz

A natureza, também depende de nós
Mas não tanto, quanto dependemos dela
Suas árvores nos fornecem
O combustível necessário
Desde o primeiro ao último 
Segundo de nossas vidas

Logo de manhã quando acordamos
Avistamos no horizonte, um
lindo nascer do sol, iluminando
toda a terra e as mais belas
montanhas verdejantes

Lá em cima, no céu
os pássaros voando, livres
deslizando em suaves brisas
Observando os rebanhos aqui em baixo
que habitam os pastos e campos

Nos bosques, florestas e matas
Moram desde as pequenas formigas 
Aos maiores e mais ferozes animais
Todos vivem em completa harmonia
Seguindo o seu ciclo de vida

Nos jardins, as mais lindas
rosas, lírios... perfumam e
enfeitam nossas casas
E os beija-flores e borboletas
Fazem com que elas criem vida

Em certos tempos, as nuvens
se carregam de água e então
ocorre o fenômeno da chuva
que dá novamente à terra seca
forças para transmitir aos vegetais, 
animais e principalmente nós!

À noite os grilos cantam em orquestra,
A lua dá o seu destaque no céu
E as estrelas enfeitam ao seu redor...
De repente, tudo silencia
Os animais dormem, nós descansamos
E no outro dia tudo começa de novo

Tudo isso representa para nós
O amor de Nosso Senhor,
Mas, somos muito egoístas
Só pensamos no progresso
Não se importando com o "mau"
que causamos a natureza...


Escrito mantido em sua originalidade, datado de 02/04/1993.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email