sexta-feira, 26 de junho de 1998

Um grito de liberdade


“1) Bem próximo ao novo milênio
O mundo cada vez mais avança
Queremos derrubar as barreiras
Pra fazer uma terra unida e santa

Que as vozes ecoem um grito de liberdade
Que as críticas nos venham só
Da verdade e da santidade
As mentiras que se calem
E que nada atrapalhe
Nosso sonho, nossa fé, nossa luta

2) O que não passa ta em toda parte
O que gira é a evolução
O que surgem são robôs e máquinas
O que aumenta é a exclusão

3) Tem gente que vive de joelhos
Mãos e olhos voltados pro céu
Esquece que Deus está próximo
No excluído ao lado seu”


“Essa música também participou do ‘4° Festival de Músicas Inéditas da P.J. de Piraju-SP’, mas dessa vez na voz de um grupo formado na própria P.J.. Foi criada exclusivamente para este evento com a intenção de gritar a todos e todas nossa indignação diante de algumas divergências ocorridas com pessoas de outro movimento. Uma discussão acirrada mas de precedentes controlados pelo pároco da época. O Coordenador da P.J. Paroquial, Rodrigo Cocchi, abrandou ao máximo os ‘ânimos’ a fim de evitar maiores problemas. Por fim, e com o passar do tempo, tudo voltou ao seu leito normal, sem danos para ambos os lados. Atentem para o refrão e a última estrofe, ambos refletem o pensamento da época.”

Ailton Domingues de Oliveira

26/06/98
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email