segunda-feira, 10 de maio de 2010

O tempo e a distância

“Fez-se necessário o aprendizado pela dor
Assim, foi dado o devido valor
Ao que se perdeu em si...
Tempo e distância que caminham lado a lado
Foi o apoio do crescimento
Foi preciso esperar na Fé
O tempo passar lentamente
E sentir em cada segundo passado
A distância do que ficou marcado
Feridas se fecharam
Flores se abriram em novas primaveras
Esperança renascida, em nova vida
Valores resgatados, em novos aprendizados
O tempo, companheiro
A distância, mal necessário
Foi com ele que Deus ajudou-me na superação das mágoas
Foi com ela que também Ele,
Fez-me crescer, tal qual a fruta verde,
Agora, já aparentada de uma nova cor
Pelo tempo, pelo sol, pela chuva
Na brisa de cada estação
Tempo e distância
Fizeram o cenário da mente e do coração
Ansioso por um futuro
Agora, já presente
Tempo e distância
Ousadia, esforço, querer
Mas antes de tudo a Fé
Alimentada, vivida e crescida
Em cada gota de lágrima derramada
Lições aprendidas
Histórias vividas
Experiências sofridas
Mas hoje uma nova vida
Bastou olhar nos olhos do tempo
E rever as primeiras lições
Que nem ele e nem a distância apagaram
E assim, resgatar os princípios da vida e da fé
O tempo hoje, companheiro
Que divide cada segundo da história real
A distância, amiga que se tornou
Agora reconhecida e merecida
Para o verdadeiro amadurecimento
Eles, ainda, transpassam a dor
Mas, valeu cada segundo, cada milímetro.
Eis-me aqui Senhor!”

Ailton Domingues de Oliveira

10/05/10

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email