segunda-feira, 20 de junho de 2011

Aos Professores: meus Mestres e Doutores.

            “Acredito, se perguntarmos a cada professor, da época do nosso antigo primário, sobre sua recordação, sua memória a respeito de cada aluno que por ele passou, com certeza se lembrará de algo, mesmo que sejam ‘flashs’ ou pelo menos a fisionomia.
            Bem, isso não importa muito pois, para mim, de maneira particular e especial, não estou buscando ser lembrado por cada professor que passou pela minha vida, ao contrário, quero recorda-los, admira-los e agradece-los por todos os que foram meus educadores, meus mestres, meus doutores: meus PROFESSORES!
            Antes, quero aproveitar e agradecer à minha primeira educadora, minha mãe, por seu jeito perfeccionista e exigente de querer o resultado das coisas. Com essa lição aprendi a me empenhar ao máximo na realização das tarefas. Isso me vale até os dias de hoje.
            Estendo os agradecimentos àquelas que deram continuidade à minha educação: minhas avós Iolanda e Aparecida. Diante de sua humildade e simplicidade me ensinaram a fazer as coisas com amor. Pronto. Estes foram os meus maiores ingredientes para o quesito educação.
            É tão bom olhar para trás e lembrar com admiração de cada professor que um dia tive o privilégio de ser aluno!
            Comecei minha fixação pela escrita ainda na 'Escola Moreira Porto' mas foi no antigo colegial, 'Nhonhô Braga', com a professora Ana Cristina, que realmente me apaixonei pela arte da escrita. Tenho muito que agradece-la, pelas maravilhosas aulas de Português e Literatura. Sua maneira de explicar, melhor dizendo, de falar, narrar, contar era apaixonante. Suas aulas sempre me motivaram muito.
            Acredito, e por tal só tenho a agradecer que tudo o que sou, no quesito educação-cultura-aprendizado, aos eternos mestres que cruzaram minha história. Cada um assentou e solidificou uma certa quantia de tijolos e ingredientes básicos no meu alicerce.
            Sou o que sou, graças a estes doutores, tutores, diretores, administradores, artistas, consagrados como PROFESSORES. E, como já citei no começo, devo muito também à minha família e principalmente a DEUS.
            É isso, obrigado a todos os Professores e Funcionários das escolas 'Moreira Porto', 'Nhonhô Braga' e Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO), principalmente aos de minha época. De maneira geral que esta classe seja honrosamente exaltada e respeitada.
            A todos os que desempenham esta 'arte de ensinar' com amor e dedicação, independente do valor e reconhecimento que vos é dado e independente do salário vergonhoso que recebem, se os 'estudantes' são o futuro da nação, vocês são a porta e o trampolim para este futuro.
            Simplesmente, obrigado!"

Aos mestres da minha vida:
- “Moreira Porto”:
Pré – Márcia Leão
1ª série – Leni
2ª série – Arlete
3ª série – Íris e Orezina
4ª série – Neide
5ª à 8ª série – Dini; Cristiane; Renne; Nanci; Mª Helena D’Ávila; Kôgo; Marli; Marlene Catalá; Agostinho; Bernadete; Fred.

- “Nhonhô Braga”
Colegial – Não me recordo o nome de todos mas, citarei duas pessoas e através delas estendo meu respeito: Ana Cristina e Regina Stela Subirá.

- “Faculdade Integradas de Ourinhos”
Da mesma forma, obrigado a todo o corpo docente da época.

Fã incondicional da educação e seus respeitosos e talentosos formadores de pessoas e cidadãos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email