terça-feira, 24 de junho de 2014

Devaneios enluarados


Avança sobre mim a intensa vontade
Incontrolável, fugaz, furiosa tempestade
Corro os olhos sem destino até o alvo certo
Reencontro o brilho te trazendo para perto

Andas, vislumbras, requintas o teu desfilar
Aprontas, desnudas, desferes o teu olhar
Insano, profundo, um conjunto sorrateiro
Teu coração, tua alma, teu corpo inteiro

Ousadia do querer é querer e ousar
Sem temer aonde o caminho nos levar
Que seja agora, sem demora, aflora a primavera ao coração
Se partir, se quiser, se embarcar... já te espero na estação

Onde o vento possa me soprar
Que a brisa consiga te alcançar
Onde o coração no meu peito arrebentar
Que seu toque, sua mão possam afagar

Já não se controla o anseio e a vontade
Predomina o desejo sem maldade
Busco-te na imaginação, no sonho, neste meu mundo enluarado
Espero, incansável, apressado, este encontro apaixonado



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email