terça-feira, 12 de novembro de 2013

O poder do Amor e o amor ao Poder



Quantas moedas valem uma palavra? Qual o seu preço? Com certeza a reposta deveria ser uníssona: "nenhuma, palavra não tem preço!" Não é bem assim que a coisa funciona. A palavra vale enquanto for conveniente. Amizade e lealdade são empecilhos no caminho de quem segue atropelando rumo ao sucesso.

Como já disse em outro artigo no período eleitoral de 2012, "palavra já fora no fio do bigode". Não é mais assim. O ser humano enlata seus princípios, se é que um dia houve algum, para ascender-se na trajetória materialista de poder. 

Uma jogatina de palavras e temos dois sentidos completamente diferentes. O poder do Amor, ao qual adjetivamos como paciente, compassivo, sem rancor, dom total e o amor ao Poder que simplesmente o identificamos em pessoas descomprometidas com o bem comum. Na verdade tais pessoas estão mais que comprometidas com sua causa própria. Não importa quantas é preciso tirar do caminho. Não importa às custas de quem chegar-se-á no objetivo final. Nada importa. Importante mesmo é chegar lá e revestir-se da armadura do status, do poder e regaliar-se dos adjetivos da conquista. Se dará conta do recado ou não... isso de nada importa!

A linha não é tênue. Pelo contrário, é facilmente identificada e os lados bem distinguidos. O interessante de se avaliar é que quem carrega um grande amor ao Poder tem sempre um discurso politiqueiro, uma cartinha de bom samaritano, um sorriso de amigo de todos e todas, e uma esbanjadora fantasia de hipocrisia que tomaria conta de uma avenida famosa durante o carnaval. 

O ponto extremo de todo o enredo é quando se houve a santa hipocrisia ostentar seu nobre título de cristão. Haja paciência e estômago. Ou estamos no barco errado ou tá tudo prostituído! Melhor buscar forças e acreditar que o ser humano, em sua maioria, não se vendeu, não se corrompeu, não amou mais o poder que a seu próximo... Mesmo que essa utópica maioria não faça parte de nosso ciclo de vida, ainda assim, há motivos para acreditar em nós mesmos e que de alguma forma seremos o diferencial nesse mundo desigual. 

Que a fé em Deus não nos seja abalada quando a esperança no homem tornar-se apenas uma mera lembrança em preto e branco. 


"Quando o poder do amor se sobrepor ao amor ao poder, o mundo conhecerá a paz." (Jimi Hendrix)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email