quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Sensibilidade exacerbada!



As pessoas andam com a sensibilidade exacerbada ou, em outras palavras, à flor da pele! Inflamam-se por poucas coisas. Minha avó falava que esse tipo de personalidade era o tal do "não me toque não me rele"! Pior, que, de tão sensíveis, criam reféns de seus pensares e o agrupamento vira um motim envolto de plumas sensibilíssimas.

Filtro. Falta uma filtragem quando se lê um artigo, uma crônica, uma fantasia real e até mesmo uma crítica argumentativa. O mundo individualista no qual algumas pessoas se enclausuram faz com que a arte do ler, interpretar e pensar seja vista sempre como um ataque terrorista em sua direção. Em outras palavras, esse exagero de sensibilidade faz parte do pensamento de quem acha que o mundo conspira contra si. 

Certa vez ouvi uma retórica de um profissional que "pessoas que têm sua sensibilidade exacerbada deveriam manter-se afastadas da civilização pois o mundo é uma inconstância e estamos sujeitos às mais variadas intempéries naturais ou criadas pelos maus civilizados." Esse é um fato real! Tem quem considera que tudo o que lê foi escrito para sua pessoa. Síndrome "de si para mim mesmo"!

As coisas são simples. Não gostou, argumenta! Não curtiu, comenta! Tem uma ideia melhor, escreva! Não gosta do pensamento de "A" ou de "B", não perca seu tempo lendo! Não tá satisfeito com as coisas ao seu redor, faça melhor, sugestione. Só não fique perdendo tempo "cochichando aos ventos". O telefone sem fio é uma arte perigosa. 

Os lugares andam repletos de adultos com mentes imaturas. E, não adianta revoltar com o que está escrito. Melhor é se reciclar! Detalhe: eu não escrevo diretamente para uma pessoa, ou para um determinado grupo de uma determinada comunidade. Não levo em consideração um fato isolado e nem perderia meu tempo com irrelevâncias esporádicas. Fatos como os que eu citei no escrito anterior acontecem por todo o Brasil. Aí vale a pena gastar um tempinho e umas letrinhas. Só não pode deixar passar do ponto, senão vira sopa!

Deixo aqui uma boa dica para quem sofre de síndrome de hipersensibilidade: se não sabe fazer uma leitura com olhos críticos e uma boa interpretação então pare de ler porque eu não vou parar de escrever!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email