sexta-feira, 7 de março de 2014

Sorria você está sendo alienado!


Não pensar é um grande problema, um grande obstáculo para si mesmo e para o seu auto-desenvolvimento. O mundo concorre e acontece de forma que, mesmo sem querer, nos tornamos concorrentes diretos e indiretos uns dos outros onde vence o melhor, o mais apto, o melhor preparado... Um darwinismo capitalista contemporâneo que nunca deixou de existir, nunca deixou de segregar.

As classes vivem sua realidade de forma distinta. Funcionam como um organismo, uma engrenagem viva. Cada peça contem sub-engrenagens. Cada engrenagem (classe) faz parte de um sistema ainda maior e como tal seguem lá suas regras básicas. Há os que caem para níveis inferiores mas há os que conseguem subir, intenção natural de todos, sem exceção.

Porém, há algo além ou aquém de tudo isso. Há uma forma de desenvolvimento, talvez a que mais incomoda em todas as classes e seus sub-níveis: o pensar; o pensamento que promove a libertação das amarras mundanas e humanas. E há quem tente cercear, aprisionar, ofuscar, coibir e proibir essa única e talvez última forma de liberdade. Há sistemas, não só políticos, pois estes talvez já não sejam os maiores inimigos da mente humana, que necessitam de quantidade, de massa, de calados, apenas "assistintes", mero ouvintes, jamais ousados.

O que há de mais podre e pobre, acredito, são os que usam de um poder "paralelo", que supostamente se auto-intitulam como elegidos e assim sendo se portam como superiores perante a essa massa que manipulam. O capitalismo necessita sim que o maior número de pessoas façam parte da estatística dos que trabalham de sol a sol por um salário mínimo mas, pior do que um sistema capitalista excludente, creio, que o mal do século, deste século que ainda se engatinha, que são as pseudo-religiões que brotam nas entranhas da sociedade da noite para o dia, essas sim, são verdadeiras aniquiladoras de mentes.

Uma corrupção mascarada e ao mesmo tempo escancarada que faz fieis se tornarem adeptos cegos, surdos e mudos, porem sempre prontos a defender a sua bandeira como única detentora da verdade. Estudam sua palavra de forma a atacar as outras religiosidades. Crescem manipuladas, adestradas para não dialogar com outras realidades, outras bandeiras, outras pessoas de outras religiões.

A corrupção do pensamento através da alienação que se derrama em pseudos cultos, por pseudos pregadores que se auto-intitulam "escolhidos e representantes legítimos e únicos de Deus", conseguem fazer uma varredura na mente humana. Avassaladora, devastadora seriam mais apropriadas. Nesse contexto, em tais ambientes, não se estuda a Palavra de Deus para si ou para uma melhora coletiva, em comunidade e para o mundo. Os estudos são como uma preparação de guerra para "atacar" as outras religiões, em sua maioria mais antigas no mercado.

Pensar é um perigo iminente à instituição. Pensar é sinônimo de subversão ao sistema imposto. Pensar é um não obedecer à hierarquia que impõe sua forma alienante de se viver e para ser obedecida. Tais sistemas ou instituições podem ser comparadas a uma carroça que precisa de animais, com tapas nos olhos, onde as mesmas não permitem olhar para os lados, somente para frente, onde, como e quando o carroceiro quer ou forja.

A liberdade do pensamento nunca foi tão ameaçada por instituições de cunho religioso como nos últimos tempos. Uma verdadeira corrupção do pensamento alheio onde a alienação vem disfarçada em pele de cordeiro. Estudos revelam um caminho longo a ser percorrido com diálogo e respeito ao diferente. Nessa travessia muitos oportunistas atentos à carência e à falta de conhecimento da mente humana aproveitam-se da ingenuidade dos seus fieis para fazê-los reféns e súditos que os idolatrem e garantam sua continuidade na pirâmide da sobrevivência... $$$$$

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email