terça-feira, 30 de agosto de 2011

Novas frases - 4ª temporada


(17/08/11) - "Sacia-se o ego e anestesia-se a consciência mediocrizando a vida alheia. Raça maldita de carniceiros que não sobreviveriam sem a miséria humana. Jogo de interesses: qto maior a desgraça mais paliativos são comercializados, principalmente aquele para o ego, mascarado como caridade. O interesse elitista é que o mundo se acabe em merda. Logo a taxa por quilo bostado será transformada em isenção de impostos: doações para obras de caridade, benevolência, analgésico de consciência, mediocridade."

(22/08/11) – “E cresce desordenadamente o LIXO MUSICAL. As letras das músicas não estão mais ousadas, estão abusadas, desenfreadas, mal-educadas, sem conteúdo, um pancadão onde o ser humano é tratado como espécime vagabunda. Incita-se violência, faz-se apologia às drogas, os bandidos são os mocinhos e resumindo, com o perdão da palavra, uma "put_ria" escancarada a céu aberto. E o pior, as crianças aprendem e os pais acham graça...”

(22/08/11) – “Não tem fiscalização que dê conta de frear esse tipo de coisa. As crianças crescem achando normal tudo o que diz no conteúdo das tais letras: matar, roubar... uma guerra ao desconhecido... Em alguns lugares muitos compositores que incitam tais crimes são considerados os heróis, a voz do povo excluído... Mais uma vez duas estradas, duas histórias: sistema que não dá condições, não cria, não educa, e muito menos tem "norral" para fiscalizar X povo sem condições, que não conseguiu "educação", e acha normal esse tipo de situação (essas letras e tal...)...”

(22/08/11) -  “ A propagação das músicas hoje é muito fácil e rápida. A internet ajuda e logo o "artista" fica famoso, principalmente no meio em quem vive. Vira ídolo, torna-se a voz de muitos que cantam e gritam em forma de protesto. A manifestação infame que se alarda a mostrar que existe "gente" naquele pedaço. Certo? Errado? Culpado? Inocente? Estamos sempre à mercê da "merda" do sistema. Educação pra poucos e tem que ser ousado pra atingir um pouquinho mais de conhecimento... Enquanto houver absurdos haverá sistema. No dia em que haver educação suficiente em igualdade não precisaremos mais da força tarefa governamental. Acabou-se a politicagem e a corrupção. Massssssssssssssssssss... quem disse que essa é a intenção do Governo?”

(23/08/11) – “Outro dia li num mural um pedido para uma corrente de oração em prol da saúde do ator Gianecchini... Ele estava na UTI após a sessão de quimioterapia...
Gostaria de replicar, duplicar, triplicar o mesmo pedido para os tantos José's, João's, Maria's, Aparecida's que existem por aí, sem nome, sem codinome, sem apoio, sem governo, sem chance e sem esperança de conseguir ao menos um leito nos hospitais da vida... Não que o ator não mereça orações, afinal a doença é "triste"... mas tem muito mais seres humanos que neste exato momento precisam não só de orações, mas de ajudas, auxílios... e chance para se tratarem!”

(23/08/11) – "Muito pouco sobrou da juventude
Muito pouco permaneceu de juventude
Assistimos uma evasão dessa juventude
O espaço para a juventude se encurtou ainda mais
Juventude mal assistida, esquecida
Juventude sem esperança, sem aliança
Juventude sem o sabor do compromisso
Juventude sem a paixão pelo Cristo
Juventude que só ficou na saudade da lembrança..."

(24/08/11) – “É mais ou menos assim: "ninguém toma iniciativa, mas se você mete as caras, logo aparece um tanto de gente pra criticar." Tem pessoas que só sabem fazer isso, aguardam ansiosos a oportunidade de destilar... (venenos???)”

(26/08/11) – ‎"Seu caminhar tem sua base
Sua luta tem suas conquistas
Mesmo que o sabor da derrota
Seja um troféu para a mediocridade de quem impõe, não importa!
Sua consciência e seu exemplo valerão mais, muito mais...
Por toda a eternidade de sua vida
Esse gosto ninguém lhe tirará..."

(26/08/11) – “Pessoas argumentam, pessoinhas só reclamam. Pessoas tomam atitudes, pessoinhas só reclamam. Nota-se que acontece em todos os campos, mas como diz a música: "TÔ NEM AÍ !!!". Continuemos a polemizar e a incomodar...”

(27/08/11) – “A mediocridade se dissipa no espaço vazio ou se ofusca diante do brilho dos pensamentos que somam. Portanto, pense e polemize e essas mentes pequenas que não sabem o que é isso fugirão ou sucumbirão.”

(28/08/11) – “Ser refém do amor sim, prisioneiro do ser humano jamais!”

(28/08/11) – “Aprisionaste-me ao mundo quando libertaste-me de ti.”

(29/08/11) – “Ironicamente perguntaram-me assim:
- "Estais a colecionar pessoas? Criastes um grupo em que a maioria não se conhece. O que esperais disso?"
Passei dias pensando o que valeria a pena... A priore foi uma barreira, quase intransponível. Cheguei à conclusão de que não haveria resposta pronta.
SIM, é uma coleção! Uma coleção de PÉROLAS, as quais nenhuma igual à outra. Que me importa se as conheço?! Importa é que comungam pensamentos, se amparam nas histórias de alegria ou de sofrimento umas das outras. Importa é que formam, importa é que FORMAMOS uma Colcha de Retalhos, cada um com seu tamanho, sua cor, sua história...
Importa é que pensamos e por tais pensamentos, polemizamos. E pro desfecho, uma frase de um comediante famoso: "Não tenho a obrigação de consertar o mundo, mas tenho o dever de denunciar tudo!" (Chico Anysio)”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email