quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

"Amados & Amadas... Améééiiimmmmm?!"






Existe um exagero sem tamanho por parte de pessoas sem embasamento, sem estudo, sem preparo e que vivem do oba-oba das aparências. Usam os seus "ditos" dons, também conhecidos como carismas, no meio em que atuam.

Tais carismas, tão explanados pelos movimentos de massa, os neo-pentecostais, tornaram-se atrativos para instigar pessoas a se alienarem e viverem cercadas de medo, de incertezas e sem os pés no chão, ou seja, além da realidade da Fé. O assunto é bem explicado na Bíblia. O que acontece é que tem muita gente desinformada, despreparada e que faz mau uso disso para adentrar no roll da fama. Tem até os que exorcizam a torto e direito por aí afora... Certa vez, numa escola bíblica, uma pessoa falou que adentrou na casa de outrem para orar, à pedido deste, e durante o celebre momento exorcizou o lugar expulsando o espírito ruim ali existente para um bicho que estava no lugar. "Era um bicho dos mais esquisitos", testemunhou enfaticamente a exorcizante. Segundo um especialista na área não se deve banalizar o assunto, nem sendo incrédulo ao ponto de que não existam forças negativas nem vendo demônio em tudo quanto é canto e coisa.


É necessário estudar sempre, orar sempre e praticar sempre. A FÉ é um tripé que não pode estar manco de uma das pernas: ESTUDO + ORAÇÃO + AÇÃO tem que haver na mesma medida. Também é extremamente importante fazer um bom discernimento das coisas, mas entendamos, como que se faz discernimento se as pessoas não são colocadas para pensar, para refletir, para dialogar, para argumentar, para questionar, para trabalhar, enfim... ??? 

O que mais assisto, e perplexo por sinal, é uma mesmice desvairada, sem fundamento e sem preparo nas intituladas pregações. Coloca-se alguém "pregando", naquele naipe, tudo por conta e risco do Espírito Santo, ou seja, qualquer bla-bla-bla é obra Divina e nós que engulamos sem questionamento. E vamos nós: "AMADOS E AMADAS, IRMÃOS E IRMÃS, AMÉM, ALELUIA, OH GLÓRIA!" e depois, lógico, vem uma citação bíblica para fundamentar todo esse "amém", esse "aleluia" e esse "oh glória". O tom de voz varia também, e o engraçado, é que todos seguem o mesmo ritual e a mesma oscilação no tom da voz: histerias alucinógenas. É necessário o grito, é necessário gritar para convencer, é necessário que as pessoas engulam, e a obra só se dá por satisfeita quando as lágrimas são arrancadas, nem que para isso são necessários adentrar no campo da emoção apelativa. Fé pela emoção é como uma casa construída sobre a areia. Alguém andou faltando nesse encontro, nessa catequese... e portanto, dá nisso!..

E sabe o que isso cria??? Criam-se pessoas alienadas, sem conteúdo, sem senso-crítico. Podemos sim discernir o bem do mal, mas jamais podermos raciocinar com liberdade de pensamento se o nosso senso crítico não estiver aguçado, ou seja, se ele não for trabalhado, se ele não for posto à prova, se ele não for necessitado... As pessoas querem apenas aceitar aquilo como imposição e empurrar da mesma forma que recebem... Poucos ainda têm opiniões próprias, pois a maioria se esconde atrás de ídolos midiáticos. Aceitam qualquer balela como a mais pura e única verdade. 

Se você questiona, contesta as imposições hierárquicas logo te chamam de adepto da Teologia da Libertação, como se isso fosse o "gran-pecado" e, portanto, contrário à santa doutrina da instituição. Pensar é ser subversivo. O poder precisa de vaquinhas de presépio que não firam as regalias excludentes que os mantém no topo. Mas, olha só, na maioria das vezes isso não vem do alto escalão mas vem daqueles que se sentem ameaçados na mesma base. A maioria dos ditos críticos, contrários a TdL (Teologia da Libertação) nem sabem de sua história, de sua trajetória, de seu real objetivo. Esses mesmos, agem tal como papagaio de pirata, repetindo tudo o que os famigerados doutores da falácia soltam por aí, nas grandes mídias que os protegem! E, os mantém (R$)! Óbvio!!!


Uma fé embasada na razão, (estudo, oração e ação), com os pés no chão, é algo que te dará suporte e fome da palavra, fome de Deus, fome de justiça e de amor, por toda a sua vida... É uma fé que te leva diariamente ao trabalho, à oração, ao estudo e à conversão enfim. Esse espaço para a construção da fé e para a formação do senso-crítico bem como a liberdade para o pensamento, a Teologia da Libertação dá, sem massificar...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email