terça-feira, 21 de abril de 2015

Grande Sertão: Brasil - parte I - Inversos



Na contramão da rodovia
Sigo caminhando a um destino
É o trajeto das máquinas que se opõe
Fios e tecnologias que atravessam
Despontam não sei aonde
E desembocam na casa de quem tem
Lá por cima ou por baixo
É desviado da mazela
Os marginais que peregrinam de cela em cela
Quanto mais vagueio em pensamentos e passos
Sinto o cheiro do restante virgem mato
Se misturando com a borracha 
Dos pneus queimada no asfalto
Sou caminheiro errante
Em busca de um sentido irrestrito
Filosofia e teologia se introduzem na vida
Sentidos sentido a cada paisagem
Poesia viva que revigora a utopia
Meu destino, pelo menos por hoje, é certeiro
Talvez, nessa estrada eu seja o derradeiro
Os marginais desta terra de ninguém
Estão abaixo do que possa parecer 
Muito além do que eu ainda vá perceber
Ali, aqui, acolá, da linha que margeia estão aquém
Ao longe vislumbro a montagem
São cabanas, mosaicos coloridos. contorcidos
Desprovidos de qualquer proteção
Erguidos para qualquer direção
A poeira que se levanta no passar do caminhão
O chão de terra batida
Tem cheiro de gente sofrida
Esse povo caminheiro
Que margeia a rodovia
Tem mais vida e poesia
Do que as cadeiras que esquentei
O Deus que os mais velhos entoam
Dá-lhes a esperança em cada amanhecer
Dá-lhes a sustança em cada anoitecer
Revigora o brilho de seus olhos
E os enobrece com o suor de suas labutas
Entre a cerca e a estrada
Lã estão esses migrantes
Gente simples de palavra cumprida e forte
Do lado de lá da cerca o gado do rico engorda
Na marginal os carros cortam o vento em velocidade
E quebram o silêncio com seus potentes barulhos
Ninguém se vira para olhar os aquém da margem
Entremeio a cerca e a rodovia
Cá estão os desbravadores doutores
Da vida vivida e sofrida como ninguém já viveu
Diante de tanta incerta esperança que ouvi
No meu certeiro regresso marginalizador
Só me pus a cantar:
"Como posso me calar?"


"O Sertão é o sozinho, 
É dentro da gente
Está em toda parte.
Deus e eu no Sertão."
(Guimarães Rosa - Victor e Léo)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email