terça-feira, 14 de maio de 2013

O sorriso da Lua



Noite adentro,
Um sorriso no céu
Em sua singela nudez
A Lua discreta
Presente se faz...


A visão acometida
Por pensamentos longínquos
Transformados em sonhos
Onde o coração protagoniza
Impera e realiza
Ao encontrar o sorriso estampado
Na cortina escura de estrelas
Lá está ela,
Tão linda, tão Lua...


Somente a Lua sabe
No silêncio que discorre inerte
Um pedido, uma oração é lançada
Onde a mágica, em brilho é exalada
E a sintonia dos astros é o flerte
É a hora da chegada
Da partida, da vida
Sobrevida...


Do calor, do fogo, o Sol desponta
Em corrida que no tempo é rotina
É a química dos opostos
Em sinônimos, antônimos,
Encantos e mantos
Cortinas sem máscaras
Que a mística enlaça
A Lua sabe...
Porque o Sol também renasce
Em todas as manhãs
No casual desencontro
Não deixa de ser perfeito
Amantes-amigos
Cúmplices eternos
Romance real,
Que na poesia da vida
No compromisso de apenas nascer
E cumprir seu papel
Se amam e se buscam
Pela eternidade do tempo
Em sintonia de amor fiel...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email