quinta-feira, 9 de maio de 2013

"Propriedade do Senhor Jesus"



Há dias venho pensando, ou melhor, tentando desmistificar o que se passa no pensamento e no coração de uma pessoa quando prega um adesivo em letras garrafais em seu veículo com tais dizeres: "PROPRIEDADE DO SENHOR JESUS". Duas vertentes que encontrei para discorrer sobre o assunto. Talvez três.
 

A primeira seria o bem querer do cristão, ou melhor, a boa vontade em se colocar à serviço de Deus, através dos ensinamentos de Cristo e assim todos os seus bens, da mesma forma estariam à disposição. 

A segunda seria a falta de informação por parte de quem usa uma frase desse naipe, pois ao se falar de Jesus, não dá pra pensar em bens, não dá pra pensar em aquisições, em propriedades, veículos, e outras coisas mais. Ele se despojou de tudo, de Si principalmente. O único burrinho que Jesus montou fora emprestado!

Uma terceira linha seria a do marketing pessoal que pode muito bem se misturar com a primeira. A necessidade de expor a figura do pensamento, de se auto afirmar perante aos seus no meio em que convive, o faz pensar que é alguém acima dos que ainda não compraram a mesma ideia. Percebendo ou não, torna-se um auto-segregador, colocando-se num patamar de destaque. 


Não vou esticar o chiclete. Não precisa. A trajetória de Jesus na terra foi regada de sabedoria, simplicidade, obediência a Deus, o seu Pai Celeste, e cumplicidade aos seus pais Maria e José. Despojo, partilha, comunidade, comunhão, igualdade, fraternidade... Em nenhum momento o acúmulo de bens foi necessário para a expansão de seus ensinamentos... Por isso tais frases de "rabeira de caminhão" passam longe de ter um sentido cristão. É uma ínfima controvérsia. Falta de esclarecimento.
Jesus, questionador das leis, opositor aos doutores da lei, revolucionário que estalou o chicote sobre aqueles que comercializavam no Templo, afirmou ao jovem rico que para alcançar a felicidade eterna, o Reino dos Céus, era necessário apenas doar seus bens aos pobres. Este não o aceitou.


"Nem ouro nem prata..."

"Não carregueis duas túnicas..."

"...É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus!"


"E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns." (Atos 4,32)
Propriedade do Senhor Jesus é o coração, o Templo onde o Espírito Santo de Deus faz morada sem ter que adesivar, sem ter que pagar, sem ter que mostrar. Basta apenas o Sim e isso é pessoal. Fé. É algo entre você e Deus, que dispensa marketing, imposto e vitrine: máscaras da hipocrisia. 


Pura "teologia da prosperidade", uma farsa implícita nas pregações dos profissionais da fé em busca de massas pagantes mas não pensantes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email