domingo, 16 de novembro de 2014

Chamas eternas



Deixarei na ordem de teu nascituro
A lembrança perfeita em pedaços de letras
Sobre tua eterna chama que me acendestes
Daqui levarei um caminho duro
Cegarei meu olhar diante daquilo que não vejo
Enxergarei além do que as vistas alcançam
Nascerei no raiar do teu olhar
Mesmo que para mim só restem eternas noites
Aquecer-te-ei com a mesma chama que incendiaste meu coração
Mesmo que o gélido tempo já tenha congelado minha existência
Ainda assim, o vermelho dessa história
Será eterno em nossa memória
Nem mesmo o tempo
Nem mesmo o espaço
Não haverá obstáculo
Nem muralhas, nem portões
Pois nada impedirá
Nada findará
Nem mesmo a morte
O fogo eterno do amor
A chama de nossa paixão
Que nossas almas eternamente viverão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email