quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Rascunhos de uma utopia


Medos e sonhos de uma flor em vida
Num futuro tão quisto quanto incerto
O olhar da ousadia enlouquecida
Na cruz silenciosa de um deserto

Fantasmas de um destino passando
Guerras e trevas da mais nobre emoção
Vozes sem rima pra sempre ecoando
Na alma, espancada e lapidada, sem razão

Na ladeira imposta a melancolia
Dor que sangra a esperança e constrói
Alcançada a chegada no topo, alegria
Saudade dos passos, ora me deixados, corrói

A dureza inquieta do que se vem lá
Suor e sangue, amor e aprendizado
A pureza perdida, encontrada no olhar
Legado ou destino, coração silenciado

Morrer aos poucos, preço da vida ou dor,
Encontrando na morte o seu artifício
Se viver se faz morrer para as sem razões do amor
Na vida se encontrou o seu sacrifício 

Ora, o artifício da vida é o amor!
Flores no peito e nos pés ousadia
Não há vitória sem dor
Rascunhos de uma utopia...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email