sábado, 30 de março de 2013

E antes que haja em mim palavras.




Há muito tempo, desde quando acompanhava meus avós nas procissões, que não sentia algo tão forte, tão profundo, de uma espiritualidade inexplicável como a dessa Semana Santa. Não há como descrever em palavras. Por mais que me esforce, ainda assim, serei superficial. Mas, mesmo correndo tal risco faço questão de descrever essa marca tal como tenho sentido.

Ontem, foi mais que uma mera Missa solene de Lava-pés. O ambiente, a espiritualidade, o olhar, cada gesto enfim, era algo que sentia falta de experimentar. Confesso, estava desacreditado de um dia ainda conseguir sentir essa Fé tão viva, tão real e tão próxima. Frei Geovane tem, não só chacoalhado a poeira como também limpado o ambiente, renovado os ares e nos alimentado de Fé e Esperança.

Hoje, 29/03/13, na Via-Sacra que infelizmente só consegui participar do final, foi emocionante, foi viva. Andar pelas ruas, ora carregando a Cruz com os irmãos e irmãs, ora segurando na fita que partia da Cruz e se entrelaçava entre nós, teve um gosto de infância e saudade, de pureza e vontade de crescer, de doação, de comunidade viva que segue o Cristo Libertador, que toma e partilha Suas dores e assume o compromisso de continuar Seu Evangelho para com os pobres, os oprimidos e os excluídos.

Já na igreja, ao ajudar a tirar o Cristo da Cruz, pude contemplar de perto, como nunca ainda pudera fazê-lo. A imagem nas mãos do artista conseguiu produzir um efeito que ultrapassa o que os olhos veem. Não há como expressar. O silêncio, a contemplação são orações que dispensam pronúncias. O meu corpo como um todo falava por si. Meus olhos elevavam tais orações aos Céus, ao Filho de Deus e ao próprio Pai no mesmo instante que contemplava as poucas pessoas à minha volta, dedicando seu tempo e seu trabalho de forma tão amorosa e respeitosa.


"E antes que haja em mim palavras, meus pensamentos já são notados!
Devolveste-me o caminho da paz tão procurada
Iluminaste o paradeiro da felicidade tão esperada!

E antes que haja em mim palavras, meu corpo já denuncia o sentimento!
Canta, dança, reza, segue o caminhar, entre louvores, súplicas e lamentos
Povo fiel, corpo de Cristo, que transforma a vida em partilha a cada momento!"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email