quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Pactus


Pactos e controvérsias...
Tens aqui um pacto que ultrapassa as regras
No anonimato, na sombra dos transeuntes,
Encontramos e repousamos nossos devaneios
Peripécias sem limites, sem fim
Trágico mundo enclausurado
Onde a sede se sacia bem longe de sua fonte
Não há gritos, nem gemidos, nem ostentações
Apenas a canção no improviso cantada
E no recanto improvável, exalada
Sem perigo, sem escala, sem plateia
O sabor degustado, nem do mal, nem pecado
Não há planos nem ideias
É horizonte abrigo de um tiro bandido
Onde descansa a alma
Sem lençol e sem cama
O que se ouve é o som
Dos intensos e frenéticos corações
Que se ajustam na batida combalida
Do vermelho vivo que percorre a vida, o sangue
E antes mesmo que meus olhos estanquem
Que se libertem a voar
Sem controvérsias no ar
Pois o amor foi feito para amar...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email