quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Blindagens ou crises?


Quem viveu a se blindar, na tentativa de evitar qualquer tipo de crise, nunca passará pelo experiência do retorno e do reerguimento. Considero-a como um abalo às estruturas e é a partir deste que o novo renasce. É preciso também, extrair do momento em questão, respostas para um novo pensar. Por vezes, com a estrutura blindada, nunca percebemos os detalhes de nossa autoconstrução, das mãos que nos auxiliaram até aqui e dos pensamentos que carregamos apenas por herança. Noutras vezes porém, a blindagem era apenas uma venda nos olhos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email