quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Anjo meu



Já deitado, vencido pelo cansaço e prostrado pelo mal da gripe que deixa o corpo surrado, acabei por fechar os olhos a dormir antes do meu filhote. Ele, ainda permanecia intacto e de olho vivo na TV do quarto, a curtir um filme de ação e comédia. 

Estávamos na minha cama. Depois quando ele dorme eu o carrego para a sua. Só que dessa vez não deu. Além da gripe que já recebeu um up-grade e chegou ao grau de sinusite, a garganta resolveu contribuir e doer. Noite daquelas!

Mas, nem tudo estava tão mal assim. Depois de uma soneca profunda e meio zonzo pelo peso do cansaço senti uma mãozinha macia a me tocar. Até que eu conseguisse sair daquele transe do sono pesado e cansado e identificar o que era real houve momentos que tudo parecia um sonho. Um anjo a me tocar impondo as mãos em minha cabeça e acariciar minha face, orando e rezando para mim. 


Quando acordei de verdade senti a mesma mãozinha a tocar meu braço em forma de carinho e cuidado. Meu Deus! Não havia mais ninguém ali além de mim mesmo e o Felipe, meu filho. Foi uma sensação mais que gostosa. Eu lembro de ter sorrido, comentado alguma coisa, desligado a TV e apagado novamente.

Hoje quando acordamos, logo tratei de perguntar se ele havia realmente me tocado. "Sim, papai, fiz carinho no seu braço enquanto você dormia." E dessa vez ele me mostrou como fez durante o tempo que dormi ao seu lado... Então tratei de dar aqueeeeeeeeeeele abraço apertado e deslumbrar-me nos braços do meu anjo que me leva em suas asas a voar pelo paraíso dessa vida. 

Apesar dos males do corpo, meu coração está feliz e minha alma em paz. Meu anjinho tratou de me guardar durante o sono e assim trouxe-me paz, amor e alegria nesse dia em que o corpo resiste ao tempo.

Meu filho, minha estrela, meu Anjo... Te amo menino!!!









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email