sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Solidão e poesia



"Penso por vezes que a solidão 
Faz parte da vida dos poetas
É amiga, doída, sofrida e revigorante
Em tempos, constante
Mas, também quando aliada ao tempo
Que não se esvai 
Tornam-se inimigos mortais

O tempo e o espaço
Na linha que se segue
O rastro que se deixa
No ar ou na areia
Extrai da dor da solidão
O antídoto fortificante
Para a suma sobrevivência..."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email