quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Ele, o moreno de Nazaré, foi de esquerda ou de direita?




Jesus foi de qual partido? Ele foi de direita ou foi de esquerda?

Não, Ele não teve nenhum partido. Na verdade, defendeu o partido dos excluídos e oprimidos. O Santo Homem, filho de Deus, revolucionou as leis, questionou os mestres e doutores da lei, soltou o chicote e expulsou do templo os que faziam daquele santo lugar uma feira de livre comércio, defendeu e perdoou a prostituta, expulsou demônios, curou enfermos, ressuscitou os mortos, devolveu a visão aos cegos, converteu os pecadores, perdoou os pecados... e morreu por nós. 

Nem direita, nem esquerda! Fez o que devia ser feito por amor, por obediência ao Pai, para nos dar um novo caminho, para nos salvar dando-nos a conhecer o verdadeiro Pão da Vida: sua palavra viva. Fez-nos conhecer a Sua verdade para que assim essa Verdade Santa nos liberte das amarras do mal, sejam elas sociais, políticas, institucionalizadas, disfarçadas de cordeiros, entre as religiões, entre as hierarquias dos diversos tipos de poder opressor, etc.


Jesus não excluiu, não sentenciou, não distanciou ninguém de suas palavras. Ao contrário, trouxe para perto. Acolheu. Pregou e viveu o amor, a libertação de toda e qualquer tipo de amarra que cega, ensurdece e cala a voz da maioria que vive sob o comando da minoria. 

Por fim, fez dos humildes pescadores, grandes pescadores de homens. Não deu nem disse para cada um deles ou de nós que fizéssemos uma verdade diferente, a nossa verdade, apenas deixou claro: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vai ao Pai senão por Mim."


Então, fica claro, que Jesus abraçou a causa e teve consigo doze apóstolos que vieram tanto da esquerda como da direita da sociedade. A todos deu o discernimento, o embasamento necessário sob à Luz de Suas palavras em vida e morte. Cada um, de acordo com sua realidade e origem pregou o Jesus tal qual o conheceu, sentiu e conviveu. Temos o direito de nos simpatizar com os que pregam um Jesus libertador e revolucionário bem como os que O entendem como conservador. Afinal, a cada um será cobrado individualmente por cada ato... 


Comédia, quando alguém quer te sentenciar por conta do caminho que escolheu para então seguir ao Moreno de Nazaré. Esses hipócritas que só asneiam "merdades & ventiras", são verdadeiros mestres na arte de tentar oprimir, com pressão. Mas, como toda coca-cola, o gás passa e o líquido choca, quando destampada. Depois num serve nem para desentupir pia.

Lectio Divina”  pros deturpadores da Boa Nova em causas alheiamente in/m-próprias!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email