quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Sou desse chão, dessa água



"Tá chegando o dia, a hora
Já estou quase aí
Já me sinto aí
Terra minha tão saudosa
História viva dos meus entes


Teu rio são risos, são lágrimas
De amor e de dor
De volta ao teu aconchego
Renovo minhas forças
Reencontro os passos que trilhei


Foste amparo
Foste escuta
Eternizada estás
Terra querida
Que me viu andar


Banho-me em tuas águas
Como se fosse a primeira vez
E assim, antes mesmo de chegar
Já sofro com a partida
Neste chão da minha vida

Terra e ar

Céu e águas
História, suor e lágrimas
Gente que labuta
Que batalha, que sonha e que luta

Sou desse chão e não mudo...
Sou do dia, sou alegria

Sou sonhador, sou lutador
Sou natureza, sou proeza
Sou águas, sou do Rio...
Sou filho teu que não te deixa
Não se rende e não te vende!..."

Obs.: Obrigado, minha amiga Isabel Cristina Dell Agnolo, pela foto cedida.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email