terça-feira, 11 de dezembro de 2012

"Grandeza de Espírito em Francisco"




"Compreender e ser compreendido" - (...) Parte da Oração de São Francisco de Assis que há um bom tempo vem perseguindo meus pensamentos. 

"Perdoar e ser perdoado" - (...) Que coisa quase inalcançável! 

"Amar e ser amado" - (...) Meu Deus, como pode alguém viver completamente esse amor? 

Alguém que conseguiu expulsar de si tudo o que era demasia e regalia para viver intensamente a pobreza da carne e a grandeza do Espírito realmente tem méritos Divinos. Diante do Sacrário... num breve momento de oração e deserto, em questionamentos voltados para o Onipotente, na espera de uma resposta pronta através de um Vento Incessante que sopra onde quer, eis que bate forte, cada vez mais forte essas palavras de Francisco...

Mas e então, o que tem a ver tudo isso com a vida, a minha...? Tudo e nada. Tudo, se estiver disposto a entender o significado não só da inspiradíssima oração, mas dos mistérios Divinos que se perfazem dia a dia entre os que mais precisam de compreensão, perdão e amor. Nada, se minha vida segue seu leito, nascer, crescer e morrer, sem nada esperar, sem nada fazer. 

Creio que não nascemos para sermos telespectadores, mas protagonista da história, pelo menos da nossa. Então, tomando posse das dádivas da busca e do entendimento, sob à Luz do Evangelho, não posso nem quero esperar o tempo passar, como se tudo fosse uma mera fantasia surreal e de certa forma tudo o que aflige aos outros ao meu redor em nada me incomodasse. 

Insanos não, mas esses pensamentos são verdadeiras tempestades que nos obrigam a ter postura e, muitas vezes girar o leme do barco e mudar o rumo bruscamente. Diante de tudo isso, vem de encontro o salmo do dia 07/12/12, "O Senhor é minha Luz e Salvação", onde uma de suas estrofes assim diz: "Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes / Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!"

Compreensão, perdão e amor, realmente acontecerá na terra dos viventes se eu deixar de ver com os olhos para enxergar com a alma, e com as mãos e pés à postos, prontos à luta e ao trabalho... tal como Francisco seguiu ao Mestre Jesus. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email