sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Superai

"Do silêncio que brota
No peito que se arrebenta
A desilusão que atormenta
O homem de criança que aflora

O sofrer perseguidor ou perseguido
Ausência, saudade, esquecimento
Guerra dos mundos, o momento
A carapaça que disfarça o sofrido

Um sorriso interrompido
Uma dor invisível
Um olhar revestido

Uma palavra inflexível
Sua ausência dolorida
Um fim inevitável...”

Ailton Domingues de Oliveira
30/08/11
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email