terça-feira, 18 de setembro de 2012

O fim e o começo



"A vida a partir do fim.
Partida e chegada estão no mesmo ponto.
Término e começo estão sob o mesmo efeito.
A semente não será eterna.
Ela se rompe para gerar a vida.
Perde o seu teor de tão pura semente
Pra se transformar no seu objeto final
Crescerá.
Flores e frutos virão.
O fim e o começo estão entrelaçados.
O início de um livro muitas vezes deixa de ser empolgante.
É preciso ir além de cada capítulo.
Quando se alcança o fim já não gostaríamos de terminar.
O objetivo do alpinista é o topo.
Porém, ele não se limita tão somente a isto.
Em cada passo, em cada avanço
um olhar ao seu redor é lançado
Apreço, vislumbre, encantamento
que extirpam a dor e o cansaço.
O fim do topo é o início para uma próxima jornada.
A de retorno talvez.
Ou, ainda mais, uma escalada mais alta, mais ousada, mais...
É o desafio de quem busca um alcance.
A travessia consiste em idas e vindas.
A vida é assim...
Uma eterna travessia terna
Uma amiga travessa
Por vezes sofrida
Bandida por quem merece...
Semente não são eternas
Se assim forem, estão mortas...
O rompimento de suas cascas pode ser penoso
Mas o fruto de sua trajetória é recompensador.
Da semente aos frutos
Que se seguem com podas para assim mantê-los no ciclo...
Meros mortais, nós, que ainda não sabemos romper nossa casca
Definhamos muitas vezes no ócio do tempo vão
Dedicamo-nos aos coices
E não apreciamos a vista durante a escalada.
Um dia, aprendemos, aprenderemos...
A deixar cascas e florescer e frutificar..."
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email