quinta-feira, 16 de junho de 2016

As noivas de Lótina


Antes, porém, da penosa viuvez estabelecida
Em que todos os sentimentos foram decapitados
Viviam harmoniosamente a intensidade do amor
As noivas desposadas daquele reinado
A fidelidade eterna ao coração aguerrido
Este que fora único e voraz
Em seus poucos longos anos vividos
E somente ele libertar foi capaz
Um mundo dentro de outros tantos
Um cavaleiro indomável
Histórias desentrelaçadas e prantos
E uma personalidade amável
Foi assim nestas longínquas terras
De passado tão presente e saudoso
Onde o amor fazia sua guerra
Ninguém perdia ou saía vitorioso
Este coração de sentimento alado
Que nascera para viver nas alturas
Não entregou seu sangue derramado
E somente a chama de seu corpo perdura
Foi assim, entre brasas e ausências
Como folhas levadas ao vento
Que a partida eternizada na essência
E as noivas se entregaram ao tempo...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email