segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Fuga para Lótina

Raptei-te de teu cárcere
E fugi contigo pelas sombras
Na calada noite sem lua
Perdi vidas pela tua
Mas devolvi-lhe a liberdade
De ti roubada sem ser vista
Atravessei mundos ao teu lado
Perdi guerras na penumbra
Lavei a honra com meu sangue
Batizei a terra com suor
Molhei-te a face com as lágrimas
Viajei contigo por mil reinos
Atravessei de peito aberto ao tempo
As paredes frias das minhas prisões
Elevei nossas almas em outra dimensão
E cheguei contigo no coração
Pelas entrelinhas da poesia
Que nos conduziram para a eternidade
Na sagrada terra da paixão
Lótina...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email