quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Nas rédeas de cada sonho

Meu sonho não tem regra
Não tem cerca, não tem prumo 
Quando durmo dou-lhe trégua
Acordado dou-lhe o rumo
Se dormindo é sem consenso
Faz o que bem quer comigo
Eu nas rédeas do meu tempo
Vivo-o com ou sem perigo

Meu sonho não tem segredo
É traquino e sorrateiro
Vive a paixão sem medo
Foge do destino traiçoeiro
A vida em sonho é eloquente
Desbrava reinos e conquista o amor
Para além dos céus transcende
E materializa o desejo em cor

Meu sonho não espera fatos
Corre insano ladeira acima
Se aventura por entre os matos
Só pra ver os olhos da menina
No sonho não existe o errado
É vida que se arrisca em guerra
É brasa que liberta o pecado
É amor que fecunda a terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email