quarta-feira, 4 de maio de 2016

Silêncio: poesia orante


Silêncio 
Sussurro do tempo
O que mais reaproxima
Da imensidão do além-tempo
Ultrapassa fronteiras
Desnuda horizontes
Eleva o espírito em sintonia
Com o céu e o mar
A terra e o verde
É poesia orante
Em cenário de tristeza e dor
De paixão e amor
Sucumbe estruturas
E palavras desditas 
É ruptura de ação
É simplicidade tão sábia
Despojada de vaidades
Louvação
Oração...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email