terça-feira, 10 de julho de 2012

Massificação escancarada

"Passada a ditadura, vencido seus algozes terroristas
Incultura-se nos libertos da tirania sócio-governamental
A alienação encrustada, em fé deturpada
A juventude usada e surrada
Que foi arma e massacrada
Desta vez teve seu caminho definido
Sem direito à escolha...

Na corrida comercial pelo espaço e por adeptos fiéis
Trouxeram e desencadearam de forma deslumbrante aos olhos
A pregação emotiva da Palavra Divina
Sem preparação, sem estudo, sem ação...
Fizeram um rebanho não pensante, apenas calado
Preocupadas nada mais nada menos com sua dimensão 'eu e o meu Deus'
Todo o projeto, toda a história até então vivida ficaram de lado
A igreja absorveu, aceitou, calou
E apoia o que lhe rende frutos: fiéis e rendimentos...

A massificação escancarada se multiplica
Destilam-se também seitas na mesma proporção
Copiamos e somos copiados
Causar emoção continua no auge
Um cartaz enobrece e enaltece
Apenas a uma ala apoiada pela cúpula eclesial

Os excluídos, ainda maioria
Continuam assistidos, amparados pela minoria
Que participa, que sonha, que luta e acredita
Na mística dos guerreiros e guerreiras
Que buscam incessantemente seu motivo para viver
Descobrem-se que nascemos para fazer
Não pra sentar e assistir a história acontecer!"

Ailton Domingues de Oliveira
10/07/12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email