segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Entre a fama e a luxúria habita também o status e o poder.




Existe uma certa confusão ou quem sabe ignorância mesmo, ou pior que tudo isso, excesso de falta de caráter!

Casa de Deus, a Igreja, somos nós. Nós, povo de Deus, precisamos do pastor que nos orienta, nos conduz. O condutor, pastor, vocacionado, dedicado, estudado, entendido, sábio por sua humildade, não precisa ser arrogante por mera inteligência.

Fazer do Templo Sagrado um lugar de riqueza e adornos tão somente é tornar aquilo um sepulcro caiado tal qual como diz a Escritura Sagrada. Se o povo, parte viva da igreja, não pode em sua simples presença participativa, nem se quer tocar ou quem dirá sentar-se, para não estragar os bancos almofadados então pra que o templo?

Falso profeta! Hipócrita! Falso pastor! Lobo disfarçado! A Igreja não é sua! Com ou sem você ela existirá e sobreviverá. Instrumento pervertido! Você satisfaz o teu próprio ego. Usa o nome de Deus para sua causa própria: a luxúria. Esbanja com coisas supérfluas! Faz questão de exibir seus documentários e relatórios de viagens internacionais.

Tenho vergonha de padres como você! É por causa de pessoas assim que a nossa igreja Católica paga o preço. É por causa de atitudes de um hipócrita como tu que a nossa religião tem sua imagem denigrida. Devia fazer como tantos outros ditos cristãos de araque: abra sua própria igrejinha onde possas ser o deus dos tolos e tornar-se famoso. Aproveite e cobre dos teus comparsas o pedágio para o céu.

Se é como dizem, que tua origem tem posses, escolha o deus que quer servir. Exerça seu voto, seja autêntico com você mesmo. Seja Padre ou seja podre de vez! Não use o celibato como trampolim para o estrelato.

Aproveita e leia Mateus 19,16-22.

Ah, entre um estrelato e outro não se avexe em colocar ou retirar sua identificação de padre. Já sabemos que usa isso apenas para tua causa própria: a fama.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email