quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Pensamentos em gotas de desfecho.



"Não é o fim, apenas a pausa para o recomeço..."


"E quando sentir que doeu sem ter se machucado, e ao olhar ao redor e ver que só restou ausências, e quando o único perfume exalado é o da flor que fora plantada, estarei então a sós. Apenas a sós de todos aqueles que fizeram questão de ausentar-se da minha companhia. A solidão é dos humanos e não de DEUS. Ainda assim, por mais amarga e triste que seja essa eterna partida, no silêncio inquieto ou não, jamais findarei-me sem ELE!"

"Basta dar o primeiro passo, depois o segundo e logo mais já será uma caminhada..."


"Se o acaso me impedir de prosseguir estarei esperando por seu doce regresso. Se a visão deturpar-se e ousar a não mais enxergar além, simplesmente lerei. Se a fala já não mais expressar o sentido do sentimento, simplesmente me calarei... e escreverei mais um pouquinho."


"E sei que as batalhas diárias serão cada vez mais difíceis. E sei que no final de cada uma delas restará o consolo no silêncio da dor e do amor de Deus. E sei que Deus colocou anjos em forma de pessoas para me fortalecer e reerguer quando meu corpo já estiver surrado. E sei que dias piores virão... Mas, sei que após cada uma delas, entre vitórias e derrotas, estarei sempre pronto para um novo recomeço ou uma nova partida."


"Cuidarei um pouco mais das flores ora plantadas
Da semente ainda não germinada
Do sonho tão pouco cultivado
Do orvalho que deixa a terra molhada
Cuidarei da minha vida e das flores que nela plantei
O que não sobreviver neste tempo de cultivo
Na verdade não criou raízes ou nem plantado foi."


"E descobri que bandido tem em toda parte, pessoas desonestas e charlatões também. As redes sociais não conseguiram se isentar dos hipócritas, dos medíocres. Acabaram aceitando tudo, até escórias e lixos vários. Tipos que tentam se impor, sobrepor, verdadeiras máscaras maquiadas que exalam podridão em suas palavras. Um ópio disfarçado que impede libertação. Para quem ainda pensa, não se atém à mesmice e não se finda no ócio, é uma batalha diária conviver com a ignorância disfarçada na ala de quem tanto fala e nada faz."

"No desfecho de cada página um ponto,
que nem sempre é o final da história...
Eis o espaço, a pausa e a expectativa
de um próximo capítulo, quem sabe
uma próxima obra."

"Na esperança de encontrar em algum lugar real
A existência humanamente Divina
Abandono-me no colo de Deus,
No silêncio do coração, da alma e da oração
E me ponho a marchar pelas estradas da vida
Não mais em busca de respostas
Mas, em ações concretas de Fé e Amor."

"A melhor causa de uma vida é encontrar o verdadeiro sentido da existência não morrendo em si mesmo."



Ailton Domingues de Oliveira
(16/08/12)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email