segunda-feira, 11 de julho de 2016

Apague a luz, às avessas



É hora de levantar,
Apague a luz...

Do tempo ao tempo
É hora de levantar
O sonho remete ao real
E do real se pode sonhar
Os pés firmar
Eis que o sonho só vale
Se sair de seu campo restrito
Expandindo pelos caminhos
Pelas trilhas
Durante toda a travessia
Ora embarcando
Ora desembarcando

Do tempo ao tempo 
Apague a luz
Feche o tempo
Volte a dormir
A sonhar
Ou acordar e partir
Pra longe de mim
Não apague o sonho
Apenas levante
Abrace
Beije
Acenda-o...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email