terça-feira, 5 de julho de 2016

Casa da árvore


Na casa da árvore vivenciamos 
Tantos mundos, tantas guerras, 
Mil e uma histórias sobre a terra
Plantamos flores e os sonhos cultivamos

Demos cores ao abstrato
Construímos pontes, desbravamos mundos
Voamos rumo ao céu e mergulhamos fundo
Erguemos muros e balançamos alto

Lutamos as maiores batalhas
Deciframos pistas e desvendamos segredos
Nossas armas eram de brinquedo
E o mal ali nunca que atrapalha

Construir no tempo o que a gente quis
Companheiros e amigos de verdade
Pai e filho pela eternidade
Nossa missão era brincar e ser feliz

Tudo o que fizemos não foi em vão
Cada momento ficou eternizado
Essa é a nossa vida, o nosso legado
Viver a vida com amor no coração


PS: A Casa da Árvore nunca ficou pronta. Essa era a ideia, 
uma obra eterna, e esse era o ponto que nos permitia sonhar juntos.
Sempre havia motivos para mudar as coisas e acrescentar outras.
Trabalho e sonho que nunca tiveram fim. Imagino que 
se um dia a obra estivesse acabada, as coisas poderiam 
perder a graça. Muito mais marcante e enriquecedor 
que atingir o ápice da montanha é saborear as aventuras, 
as dificuldades e as conquistas que se passa pelo caminho da subida.
Esses, com certeza, são momentos grandiosamente únicos
que ficarão eternizados na memória e no coração. 
Sonhar e ousar, sempre!
Para: Felipe Andrade Rosa de Oliveira

Ass.: Papai...




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email