sexta-feira, 20 de maio de 2011

Traços de vida e de morte


"Nos vincos faciais,
Traços de tua experiência
Vida vivida, alegre e sofrida
Mãos que tremem, descompassadamente
Olhos fecundos, fundos, que molham de emoção
Emoção de ver a vitória sobre os teus
Exemplo deixado, plantado e regado
Fruto colhido, na vida um sentido
Dias que foram, menos virão
Traços marcantes, pulsantes, gritantes
Traços riscados, direcionados, guiados
No livre desejo de escolha
Da linha que imaginamos
Só podemos um fim esperar
Quanto à história da vida
Essa sim podemos traçar"

“Ao atender um senhor já de aparente idade avançada, comecei a notar em sua face as várias marcas deixadas pelo tempo, o cansaço e a própria vida. Diante de tanta simplicidade, busquei em seu olhar apenas a sabedoria exaltada em tanta humildade.”

Ailton Domingues de Oliveira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email