domingo, 1 de maio de 2011

Um sonho, uma atitude. Quente ou frio, morno jamais!

            “A visão era de dentro do castelo. Observava por uma sacada. Numa região montanhosa, as pessoas viviam ao redor daquela fortaleza exuberante.
            O comandante de tudo, de toda a ordem e caos, do povo, raças e religiões, naquela ocasião, nem mais e nem menos que Hitler. Adolf Hitler.
            Num instante ele aparece numa sacada e diante de um microfone faz um anúncio a todo o povo.  Um povo humilde e que de certa forma era obrigado a obedecer ao comandante.
            O comandante assim falava: ‘Povo, aqui é o seu senhor e o seu pastor que vos fala...’ Neste instante todos largaram os seus afazeres e saíram às ruas. Celebrações religiosas, comércios, residências, enfim, tudo foi interrompido.
            O som era repercutido por todo o povoado. Num simples anúncio, todos eram capazes de ouvir.
            O comandante preparava uma emboscada ao povo. Queria exterminar aquela raça. Preservaria alguns somente e todos os que viviam em seu castelo.
            Eu, neste momento, estava no castelo e sabendo de toda aquela intenção sentia-me mal. Vi os soldados, ao comando de Hitler, preparem-se para uma grande batalha, o extermínio.
Tinha em minhas mãos a chance de ajuntar-me ao povo, o que considerava correto a se fazer, e correr o risco de ser exterminado com ele, por ser um opositor da ordem; ou juntar-me à tirania de Hitler e fazer parte do seu quadro de soldados sanguinários.
Suas armaduras eram de ferro. Empunhavam lanças e usavam máscaras. Suas costas eram largas...
Minha consciência fazia-me sair daquele castelo urgentemente. Encontrava-me a sós com meu pensamento. Sentia-me cobrado por ela.
Decidido eu estava a sair dali e correr todo o risco necessário, porém, o sonho acabou e ficou o pensamento no ar... Este foi apenas um sonho.
De volta à vida real, no dia seguinte após o sonho, tomei todas as decisões que por ora encontravam-se pendentes, em cima do muro... Morno jamais!”

"Este escrito se refere a um sonho... Cheguei a comentar com um amigo, Pe. Diogo. 'Na bíblia, muitas revelações foram através de sonhos', disse ele. Para mim, foi mais que uma revelação, foi uma lição. Sempre temos a opção, diante das situações da vida, de optar por um caminho ou outro. Jamais podemos permanecer na indecisão. Justamente nesse período, haviam decisões práticas a serem tomadas. O sonho foi a motivação..."

Ailton Domingues de Oliveira

01/05/11
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba os conteúdos por email